25 dicas para aproveitar melhor uma viagem sozinho

Categorias:

Experiências,Utilidades
Compartilhe:

Todo mundo deveria viajar sozinho pelo menos uma vez na vida. É uma experiência transformadora, que proporciona muito auto conhecimento, abertura para as possibilidades da vida, descobertas e, geralmente, muitas novas amizades – e até amores. Eu, que já viajei muito sozinha e morei fora – tanto a passeio quanto a trabalho, reuni 25 dicas para ajudar você, viajante, a aproveitar ao máximo sua viagem sozinho. Sozinho, não, né? Em a sua própria companhia 😉

Dicas para viajar sozinha

1. Convide-se para jantar

Não tenho dúvidas que você não vai esquecer de comer, mas o que quero dizer é que não é porque você está sozinho que não merece ir a um restaurante legal ou mesmo preparar uma comida deliciosa, com a mesa posta para você. Faça de você seu próprio convidado!

2. Aprenda a observar as pessoas

Uma das coisas mais legais de viajar é aprender novas culturas e uma das melhores maneiras de fazer isso é atentar-se ao comportamento e estética das pessoas pelas ruas. Sente em um café, restaurante ou mesmo numa praça e fique observando as pessoas ao seu redor: como elas se vestem, como falam, gesticulam, andam, interagem umas com as outras e com o lugar onde estão. Faça anotações e, se notar algo curioso, pesquise ou converse com quem conhece para entender o que viu. Ah! Use óculos escuros para que as pessoas não se sintam constrangidas com seus olhares.

3. Conheça os locais

Sair por aí conversando com estranhos pode não ser fácil para muita gente ou por timidez ou devido à cultura do local onde você está. Então, antes de partir para sua viagem, pergunte a amigos e parentes se eles têm conhecidos no lugar para onde você vai. Com locais você terá uma experiência muito diferente da de ser apenas um turista ou descobrir tudo por si só.

4. Faça um esforço de aprender o idioma

É gentil que você saiba ao menos falar coisas básicas do dia a dia. Mesmo que sua pronúncia não seja ótima, tente, se exponha e, caso conheça locais, peça a ajuda deles para melhorar e aprender mais.

5. Esqueça aplicativos de mapas e GPSs

A ideia não é que você se perca, claro, mas que você não passe todo o trajeto olhando para o mapa e perdendo uma das coisas mais legais: o caminho. Muitas vezes é no caminho que você encontra as coisas mais fascinantes do lugar.

6. Esqueça seu smartphone

Desconecte-se de tudo para conectar-se de verdade com a sua viagem, com o lugar, com as pessoas que você pode conhecer e com você mesmo. Aliás, que tal fazer uma viagem de detox digital?

7. Aproveite a natureza

Independente do destino, há sempre algo da natureza para observar. Faça uma trilha, vá a uma praia, cachoeira, suba uma montanha… procure algo para curtir a natureza e ter um tempo longe de tudo e todos.

8. Preste muita atenção

Abra os olhos para tudo e todos. Não só por questões de segurança, mas também para não deixar nenhum detalhe importante ou descoberta passar. Esse é um hábito que você pode cultivar não só durante viagens, mas em tudo na vida.

9. Seja esperto e prudente

Infelizmente, se já é preciso estar atento a tudo, não dar bobeira e ter alguns cuidados ao viajar acompanhado, imagine viajando sozinho… A ideia não é ser pessimista, mas precavido. Compartilhe seu roteiro com pessoas queridas, deixe avisado onde estará hospedado e mantenha contato frequente para avisar que está tudo bem. Em hotéis, pousadas ou hostels, avise quando sair e a hora que pretende voltar para que eles observem qualquer coisa fora do normal.

10. Misture-se a multidões

Durante a sua viagem, é possível que você sinta um pouco de solidão ou sinta-se desmotivado. Nessas horas, procure ir a locais cheios de gente como um show, festival de música, mercado ou evento esportivo para sentir a energia do lugar e das pessoas.

11. Seja egoísta

Não, não é para você ser mal educado com os outros, mas é para você curtir a viagem do jeito que você quiser. Você não deve nada a ninguém, está livre do julgamento dos outros, não precisa pedir permissão. Se achar que deve – e pode – passar uma noite no hotel 6 estrelas que sempre sonhou, não hesite!

12. Faça aulas de algo que já sabe

Essa dica é boa para quem vai passar muito tempo no lugar, como intercambistas, por exemplo. Uma forma de sentir-se seguro e confortável e não como um peixe fora d’água é fazer algo familiar: se você costuma fazer aulas de ballet, procure um curso de ballet para fazer. Esse é um jeito fácil de conhecer locais que tenham o mesmo interesse que você.

13. Aprenda algo novo

Fazer uma viagem já é aprender novo, mas você pode elevar isso a outro nível fazendo um curso ou workshop em outro idioma ou mesmo aprendendo algo da cultura de onde está.

14. Faça um tour em grupo

Ser o clássico turista faz bem também. Há grupos focados em arquitetura, gastronomia, artes, cinema e muitas coisas mais. Procure uma agência de viagens para garantir uma boa experiência. Esse é um ótimo jeito de conhecer pessoas também.

15. Passe horas em museus e monumentos

Umas das coisas que eu mais adoro quando viajo sozinho é poder ficar o tempo que eu quiser dentro de museus, igrejas e monumentos. Tem gente que gosta de só dar uma olhadinha, outros adoram ficar horas a fio observando uma única obra. A vantagem de estar sozinho é fazer o seu cronograma, no seu tempo, sem pressão.

16. Faça um diário de viagem

As fotos que você tirar vão registrar onde você esteve, mas escrever vai registrar sensações, descobertas e detalhes que você vai adorar ler depois de um tempo. Quem sabe até você anima e começa a escrever um blog também…

17. Vá a uma apresentação

Procure um show de música, dança ou perfomance tradicional da cultura onde você está. Mesmo que você não entenda uma palavra, a performance ultrapassa essas barreiras e, com certeza, você captará a mensagem através da emoção.

18. Envie cartões postais

Viajar sozinho é bom, mas sempre tem os momentos em que você gostaria de dividir uma determinada experiência com alguém querido. Nessas horas, não limite-se às mensagens virtuais, invista um tempo escolhendo e escrevendo um postal. Esse simples gesto é uma demonstração de carinho tão grande e ainda render boas lembranças para o futuro.

19. Entre em todas as lojas que quiser

Sabe quando você morre de entrar ou passar mais tempo dentro de lojas, olhando com calma e experimentando tudo? Numa viagem solo você pode fazer isso sem se preocupar com alguém te esperando ou com olhares de reprovação. É uma delícia!

20. Abrace seus momentos de introspecção

Durante uma viagem sozinho você pode escolher escapar desses pensamentos pois é possível preencher o tempo e a cabeça com tudo o que há para viver e descobrir, mas é importante viver esses momentos de reflexão. Num lugar em que ninguém te conhece é ótimo porque se você tiver que chorar ou gargalhar sozinho, ninguém te reconhecerá.

21. Leve um bom livro e boas músicas

Livros e músicas são sempre bons companheiros de viagem, seja para voos longos, uma tarde de observação de paisagem ou num café. No caso do livro, evite os muito pesados.

22. Procure um trabalho voluntário

Independente de onde esteja, há sempre uma forma de ajudar o próximo, aprender e fazer relações. Em um novo lugar, o aprendizado com o voluntariado fica ainda mais intenso.

23. Não julgue suas próprias decisões

Uma das delícias de viajar sozinho é não ter ninguém para te julgar. Então, não seja você a fazer esse papel chato. Permita-se viver a liberdade de fazer o que quiser e ir onde tiver vontade (de fazer algo super turístico que seus amigos fazemos piada ou passar o dia dormindo no hotel). Você está viajando para agradar a si mesmo e não aos outros.

24. Confie em seus instintos

Por mais que você leia sobre lugares e pessoas, seu instinto ainda é muito precioso. Se estiver desconfiado, não vá; se estiver na dúvida sobre ter esquecido algo no hotel antes de sair, volte. Confie em você.

25. Esteja aberto a se conhecer

Viajando sozinho você vai conhecer sobre o destino que escolheu, sobre cultura e as pessoas de lá. Mas, muito mais que isso, você vai conhecer a si próprio. Por mais que você se considere independente, no seu dia a dia você está numa zona de conforto, cercado por conhecidos e em um lugar familiar. Sair da zona de conforto vai te mostrar fraquezas e forças que, até então, você desconhecia. Permita-se enxergar e viver essas descobertas.

Já fez uma viagem solo? Conte pra mim sua experiência! Se ainda não fez, está esperando o quê?

Compartilhe:

Deixe um comentário

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.