Fernando de Noronha: o que saber antes de viajar

Categorias:

Brasil,Experiências
Compartilhe:

Você sabia que Fernando de Noronha é a região brasileira mais afastada do Brasil? Só para ter uma ideia, a ilha está a 545 km de Recife, Pernambuco, e a apenas 360 km de Natal, no Rio Grande do Norte. Porém, o mais curioso é que a região pertence justamente ao PE, por conta de questões políticas passadas.

Mas, o que encanta mesmo na “Esmeralda do Atlântico” é a sua beleza natural: são 21 ilhas, rochedos criados por vulcões e ainda ilhotas. Ao todo, são 26 km². Sem contar que o clima é bom o ano todo, em especial entre agosto e fevereiro. E nem preciso dizer que tem muito o que fazer por lá, não é mesmo?

Esmeralda do Atlântico

 

Confira algumas informações essenciais para a sua viagem e se programe!

Quando ir

Como eu disse, para quem quer evitar chuvas, a melhor época para visitar Fernando de Noronha é entre agosto e fevereiro. Mas, se você quiser poupar um dinheirinho e aproveitar ainda mais a viagem, vale esticar a espera e visitar nos meses mais baratos, fora de alta temporada, entre abril e junho.

Agora se você já viu algumas fotos e ficou pensando se o mar por lá é realmente agitado como parece, está certíssimo! Por isso, também considere pensar nesse quesito – mar calmo como piscina, e programe a sua viagem para os meses de agosto e setembro, você não vai se arrepender!

Por quanto tempo ficar

Essa é uma pergunta difícil, viu? Mas, seja prático e pense literalmente em quanto tem para investir nesse destino. Ele é caro mesmo, e precisa ser organizado com todo um cuidado para não deixar faltar nada.

A melhor dica é: se você tiver condições, aproveite e se jogue em uma estadia de mais ou menos 4 a 5 dias. Agora se não for essa a sua praia, 3 dias também serão ótimos e você com certeza vai se divertir muito.

Imagine que em uma semana você consegue conhecer bastante Fernando de Noronha, e os pontos principais e mais conhecidos você consegue fazer em bem menos tempo. Então, pense nisso e veja o que realmente é interessante para você e suas finanças.

 

Taxa de preservação ambiental

Essa dica é valiosa e deve estar entre as suas prioridades: o pagamento da TPA, Taxa de Preservação Ambiental. Ela existe para ajudar a cuidar da ilha, mantendo todo o ecossistema em equilíbrio e de maneira sustentável. É um pouco salgada, por exemplo, para 1 dia fica R$ 70,66 e para 2 dias custa R$ 141,33. Mas, vale, né?

Vale tanto que, não à toa, a Baía do Sancho, em Fernando de Noronha, foi eleita a praia mais bonita de todo o Brasil em 2015, pelo Traveller’s Choice Awards do TripAdvisor. Nada mais justo que ajudar a preservar a região!

Baía do Sancho

Além dessa taxa, tem a outra, do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha – mas essa depende muito do tempo que você for ficar e onde exatamente. Para pagar as taxas basta entrar no site oficial da ilha: http://www.noronha.pe.gov.br

Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha

 

Arrumando as malas

Muita calma nessa hora! Arrumar as malas é uma das partes mais delicadas de toda viagem, não concorda? Por isso, é bom fazer isso com calma e sempre pensando no que a ilha está reservando para você. Sabe o que ajuda? Um bom e velho papel e caneta em mãos para ticar o seguinte da lista:

Dinheiro

Apesar de muita coisa ter mudado com o tempo em Fernando de Noronha, e ser possível até encontrar Banco 24 Horas na ilha, esse prazer do mundo moderno pode falhar as vezes por lá, viu? O dinheiro vivo ainda é a melhor opção para sua viagem.

Lembre-se de que tem muitos lugares remotos e mais simples que podem não oferecer a facilidade de pagar no débito ou crédito.

Pé de pato e Snorkel

Sandálias de dedo estão para qualquer viagem como o pé de pato e Snorkel estão para Fernando de Noronha, ou seja, são indispensáveis na sua mala. Imagina só perder tudo o que acontece debaixo d‘água nessa região que é incrível. Passar o dia explorando o mar vai se tornar normal para você durante toda a viagem.

Não tem esses acessórios? Calma, pela cidade é fácil encontrar máscaras de mergulho e Snorkel para alugar, e tudo por mais ou menos R$ 20 por dia.

Protetor Solar + Óculos de sol + Chapéu

Se em uma viagem para a praia normalmente você leva o protetor solar, para Fernando de Noronha isso se faz ainda mais como regra. Como o calor é muito forte e você provavelmente vai ficar fora o dia todo, nada melhor e mais seguro que um bom protetor solar que deve ser reforçado a cada 2h, ok?

Não esqueça também os óculos de sol e um chapéu para compor o kit de sobrevivência.

 

Onde ficar

Quer se hospedar bem no centrinho de Fernando de Noronha? Então, escolha ficar na Vila dos Remédios. O bom de lá é que também fica bem pertinho de praias incríveis como a da Conceição, do Meio e a do Cachorro. Os restaurantes também estão mais concentrados nessa área – e a vida noturna acompanha!

Vila dos Remédios

Mas também tem opções muito boas na Vila Floresta Nova, além da Vila do Trinta, com pousadas muito confortáveis e bem em conta. Mas se você pode se esbaldar um pouco, as pousadas mais luxosas ficam na Praia do Sueste ou na beira-mar como um todo.

Como chegar em Fernando de Noronha

A única forma de chegar até a ilha é de avião ou barco. Tem voos que saem direto de Recife, 1h20 de voo, e Natal, 55 min de trajeto, e são operados apenas pelas companhias Gol e Azul. Se você conseguir se programar bem, consegue até achar alguns preços promocionais, mas é normal mesmo os valores serem altos.

No mais, é preparar as malas, contar os dias e aproveitar o que há de melhor em Noronha. E ah, não se espante se encontrar algum famoso por lá, a ilha é uma das queridinhas de atores nacionais e internacionais. Animado? ?

Compartilhe:

3 thoughts on “Fernando de Noronha: o que saber antes de viajar”

  1. juliana disse:

    Bora em setembro/2019? kkk já vou começar a me programar… beijos

    1. Julia Maiorana disse:

      Hahahaha eu topooo

  2. Zenilde disse:

    Já fui com a filha, agora vou com o gato, só tô esperando ele aparecer hahahahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.