O que fazer em Lima

Categorias:

América do Sul,Destinos
Compartilhe:

Quando fiz a viagem ao Peru decidi que iria para Lima só depois de Cusco e Machu Picchu. Queria chegar com todo pique, para curtir a cidade perdida Inca, então deixar para aproveitar Lima e descansar um pouco, antes da volta.

A capital peruana é cheia de atrações interessantes, seja para noite ou para dia. Há, museus, parques, fontes, shoppings, bairros interessantes e até ruínas incas no meio da cidade.

Acredito que quarto dias, são suficientes para visitar os principais pontos turísticos e conhecer alguns bons restaurantes da cidade, que por sinal, 8 dos melhores restaurantes da America Latina estão em Lima.

Mas vamos ao que interessa?

Separei alguns passeios bem legais para fazer em Lima, vejam só:

Centro Histórico

Vá ao centro e dê uma boa caminhada por lá. Apesar da cidade ter sofrido com alguns terremotos e descasos de políticos, as construções clássicas coloniais estão sendo restauradas aos poucos. São vários lugares de uma vez só. Lá tem a Praça del Armas e o Convento de San Francisco.

Diquinha: Vá em finais de semanas, para evitar o transito até o centro, que é caótico.

  • Plaza del Armas

A praça é formada pela Catedral de Lima, pelo Palácio Episcopal, pelo Convento de São Francisco de Assis, pelo Palácio do Governo e pela Prefeitura de Lima.

Diquinha: A guarda do Palácio do Governo faz uma apresentação de troca de guarda diariamente às 11h45.  As visitas guiadas gratuitas são de segunda à sexta das 10h00 às 12h30.

  • Catedral de Lima

A catedral é belíssima, construída com traços marcantes do barroco peruano.

Em seu interior, possui diversas capelas, cada uma com uma decoração especial e um altar singular, muito bem trabalhado e rico em detalhes.

Lá você tem várias opções de passeios, com direito a conhecer o museu de arte religioso, a sacristia e a sala capitular. Sem contar do acervo enorme de objetos, livros e pinturas de pessoas importantes.

Na catedral, estão também as catacumbas, que eram usadas como cemitério. Hoje, tem milhões de ossos espalhados. Parece mórbido, eu sei, mas é bem diferente!

Curiosidade: A Catedral de Lima que se vê atualmente, é a terceira igreja construída no mesmo terreno.

  • Palácio do Governo

O Palácio do Governo é também conhecido como Casa de Pizarro. Ele fica em frente à Praça Maior, e é a residência oficial do presidente do Peru. Vale a pena tirar algumas fotos na fachada do prédio colonial.

Serviço: As visitas são feitas somente nos fins de semana.

  • Palácio Episcopal

Também no estilo barroco, a casa do Arcebisto possui vitrais lindos que iluminam a madeira pesada. Podemos notar nos detalhes, a semelhança com o barroco brasileiro.

Serviço: 30 soles com direito a visitar a Catedral de Lima no prédio ao lado.

  • Igreja e Convento de São Francisco de Assis

Sem palavras para a beleza e detalhes do local. Você não pode deixar de ir! Conhecer o complexo de San Francisco de Assis é se deparar com um conjunto arquitetônico único, que guarda obras de arte e uma história incrível. Dentro da igreja, também tem uma biblioteca com mais de 25 mil obras de todas as áreas e línguas, produzidas do século XVI ao XIX.

  • Museus Bodega y Quadra

O museu, conta a história da cidade desde suas ruínas mais antigas até os objetos de famílias tradicionais encontrados por ali.

Parque Kennedy

O parque fica no bairro de Miraflores e é também conhecido como Parque Central de Miraflores. Um local agradável para passeio. Em volta dele, possui vários restaurantes, bares e lojas.

Parque do Amor

Lugar perfeito para admirar o pôr do sol. O parque é inspirado no Parc Güell de Barcelona.

Shopping Larcomar

Tradicional e mais famoso shopping em Lima. Possui lojas de marcas internacionais e nacionais, além de cadeiras de restaurantes americano. Ele é aberto e todo voltado pro mar, com a vista para o Pacífico. Lá fica o Tanta, o restaurante do famosos chef peruano Gastón Acurio.

Circuito das Águas

O circuito fica no Parque da Reserva. Se você está viajando com crianças, essa é uma ótima opção para passear. Uma das atrações mais conhecidas da cidade é o chamado Circuito das Águas.

Serviço: De terça à domingo, de 15h00 a 22h30. Idosos e crianças menores de 5 anos não pagam. Horário dos espetáculos: 19h15, 20h15 e 21h30.

MALI – Museu de Arte de Lima

O museu tem uma grande variedade de arte pré-colombiana, colonial, contemporânea, têxtil e também de desenhos e fotografia. O MALI, é o local onde exposições famosas temporárias ficam. Antes de visitar, não esqueça de checar a agenda.

Museu de Arte Colonial Pedro de Osma

Este museu, tem um excelente acervo de arte sacra e colonial. Além do seu prédio por si só, já ser uma grande obra de arte ao ar livre.

Bike Tour

Uma maneira saudável e diferente de conhecer a capital peruana, é fazer um bike tour. Uma opção incrível para conhecer as principais atrações e pontos turísticos.

Bairro Chinês

Como a maioria das cidades grandes têm um bairro chinês, Lima não podia ser diferente. Boa opção para restaurantes e acessórios asiáticos.

Voos de Parapente

Se você gosta de aventura, que tal fazer um voo de parapente? Os voos saem perto do Parque do Amor e sobrevoa toda aquela região. Se prepare para a vista, é incrível!

Mercados de Lima

A cultura e gastronomia peruana é tão fascinante, que vale a pena tirar um tempinho e visitar esses dois mercados:

Assim você traz na mala, algumas lembranças da cidade.

  • Mercado Inka

O Mercado Inka, é o lugar ideal para compras e souvenirs. Lá, você encontra uma grande variedade de tecidos, bolsas, camisas, joias e outros objetos para presentear.

  • Mercado de Surquillo

Este foi o meu preferido. Não é turístico, apenas locais vão lá para fazer a feira. Quando cheguei, fui logo procurando Quinoa (é um dos alimentos da base alimentar peruana, existe vários tipos), achei de todas as cores para trazer pro Brasil. Fora a loucura por quinoa, lá você encontra uma grande variedade de grãos, temperos e frutas de sabores ricos e inusitados.

Fique atento com seus pertences, não é um local muito seguro.

Museu Larco

O Museu Larco é considerado um dos mais importantes acervos do país. A tradição, cultura e a história peruana é retratada através de diversos tipos de objetos arqueológicos

Ruínas pré-incas (Entre San Isidro e Miraflores)

Sim, elas estão no meio da cidade, existem duas, a Huaca Pucllana e a Huaca Hualamarca. Lá, você faz o passeio para conhecer as diferentes culturas, arquitetura e organização social. É bem interessante ver as ruínas pré-históricas, contrastando com o moderno da cidade.

Bairro Barranco 

O bairro com ar boêmio é seguro e gostoso para caminhar, além de restaurantes e bares, o local possui diversas lojas “cool”, de artes e design. Aos poucos estão surgindo hotéis boutiques no bairro também.

 

Puente de Los Suspiros

A Puente de Los Suspiros fica no bairro Barranco. Lá as pessoas se reúnem para curtir a noite. São várias as opções de restaurantes, bares e boates. Além do local ser agradável para caminhar.

MATE – Museu Mario Testino:

É o museu do famoso fotógrafo Mario Testino, confesso que esperava mais. A casa onde abriga o museu é bonita e conta com um café outdoor agradável, mas o acervo achei fraco. São fotos muito bonitas, expostas, porém a maioria são as mesmas que vemos por aí.

Hotel B

Um hotel boutique com um conceito diferente. Mesmo que você não sendo hóspede, vale a pena sentar lá para beber um drink em meio a belas obras de artistas renomados.

Dédalo

Uma loja de artesanatos superdiferente. A loja fica em uma casa e cada compartimento contém produtos de artistas diferentes. No fim da casa, além de mais produtos, tem um espaço para café.

Fique Atento!!

Sei que brasileiros estão acostumados com a malandragem da América Latina e Lima não podia ser diferente. É a cidade mais populosa do país e infelizmente não é tão segura assim. Eu e minha família, logo que chegamos em Lima fomos assaltados e roubados (eles quebraram o vidro e levaram a bolsa com dinheiro e documentos da minha mãe) dentro de um táxi credenciado pelo aeroporto, o TÁXI GREEN.

Antes de viajar, tinha lido que era confiável e até pareceu ser, mas depois deste episódio fiquei com a pulga atrás da orelha. Para as pessoas de hotéis que comentamos, falaram que não é a primeira vez que acontece isso com passageiros dessa companhia. E para mim, tinha certeza que o motorista tinha a ver com o ocorrido.

Portanto, reserve um transfer através do seu hotel ou se certifique a empresa que você está contratando. Pode ser que você pague um pouco mais caro, mas é melhor zelar pela sua segurança, né?!

Tags:
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.