Patrimônios Culturais para conhecer em viagens nacionais (Parte 2)

Categorias:

Brasil,Sem categoria
Compartilhe:

Texto publicado originalmente na Coluna Bora Ali, no Jornal O Liberal

Em época de pandemia, sair do país está fora de cogitação. Fronteiras fechadas, o medo da contaminação durante a viagem e principalmente as finanças do brasileiro – que está mais enxuta – abrem as possibilidades para desbravar o turismo nacional.

Na última coluna Bora Ali começamos a apresentar a lista de Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil. O texto ficou tão rico que foi preciso dividir o conteúdo em duas partes.

Agora você confere a parte dois da lista!

Centro Histórico de São Luís, Maranhão

Tombada pela Unesco em 2007, a capital maranhense é uma deliciosa mistura da colonização francesa, holandesa e principalmente portuguesa. Esta última bem marcada pela arquitetura colonial e ruas retangulares, que foi preservada por conta da estagnação econômica no início do século 20. 

Os azulejos portugueses são a marca registrada do Centro Histórico, presentes nas fachadas e interiores dos casarões antigos. Existem quatro mil imóveis em São Luís reconhecidos pela Unesco por conta da importância histórica.

Entre as atrações no Centro Histórico, vale conferir a Catedral de São Luís do Maranhão (Igreja da Sé), Palácio Episcopal, Palácio de La Ravardière (sede da prefeitura) e o Palácio dos Leões (sede do governo). Por lá você encontra ainda vários museus, entre eles o Museu Huguenote Daniel de La Touche e Museu do Reggae.

Centro Histórico da Cidade de Goiás, Goiás

Tombado como patrimônio da Unesco em 2001, o Centro Histórico da Cidade de Goiás foi erguido em meio a montanhas, inspirado na arquitetura européia e planejado com recursos locais por volta do século 18.

Também conhecido como Goiás Velho, a região por muito tempo foi “esquecida no tempo”, principalmente após ter deixado de ser a capital de Goiás. O que foi muito bom, pois sua arquitetura e história se manteve preservada por muitos anos. 

Entre as subidas e descidas pelas ruas do Centro Histórico de Goiás estão as simpáticas casinhas e igrejinhas, rodeadas pela Serra Dourada e com o Rio Vermelho cortando a cidade.

Entre as atrações da cidade estão: A Casa da escritora Cora Coralina, a Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte (onde funciona um museu de arte sacra), a Praça Brasil Caiado e Museu das Bandeiras. Não deixe de provar os doces típicos da cidade (você encontra barraquinhas de doce em toda a região do centro histórico).

Praça São Francisco em São Cristóvão (SE)

Situada na tímida cidade de São Cristóvão (antiga capital de Sergipe), a Praça de São Francisco é um exemplo da arquitetura trazida pela ordem missionária dos franciscanos, personagens importantes na colonização do nordeste brasileiro. Trata-se de um complexo de monumentos com grande valor histórico, considerado como um verdadeiro museu a céu aberto. 

A Praça São Francisco é cercada por construções históricas, dentre elas a  Igreja de São Francisco (claro!), a Santa Casa de Misericórdia, o Palácio e as casas antigas, erguidas entre os séculos 18 e 19. Essa praça é um ponto significativo na História da cidade de São Cristóvão, pois foi o palco de importantes manifestações culturais e sociais. A Praça São Francisco  foi reconhecida como Patrimônio Mundial pela Unesco em 2010.

As Paisagens Cariocas, Rio de Janeiro (RJ)

O Rio de Janeiro não poderia e nem deveria estar de fora dessa lista, certo? Basta olhar para os cartões postais da cidade e entender o motivo. Em 2012, a Unesco tombou as paisagens que contemplam o mar e as montanhas como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Mas, afinal, de que paisagens estamos falando? O Parque Nacional da Tijuca, o Jardim Botânico, o Corcovado (com a estátua do Cristo Redentor), a praia de Copacabana, o aterro do Flamengo e as colinas que cercam a Baía de Guanabara estão na lista.

A beleza é tanta que o Rio de Janeiro está entre as cidades mais citadas na arte, na literatura, na música e na poesia brasileiras. O título é mais do que merecido. 

Pampulha, Belo Horizonte (MG)

No primeiro texto sobre Patrimônios Culturais para conhecer em viagens nacionais falamos sobre Brasília e, claro, sobre o incrível trabalho de Oscar Niemeyer. O nome deste grande artista se repete no bairro da Pampulha, em Belo Horizonte, que foi projetado para ser o “Bairro mais bonito do Brasil”. O projeto também contou com Lúcio Costa, que assinou o projeto urbanístico e a obra toda foi uma ideia de Juscelino Kubitschek em 1940, que na época era prefeito de Belo Horizonte.

Construções como a Igreja de São Francisco de Assis com obras assinadas pelo artista Cândido Portinari, a marquise e jardins que circulam o lago artificial, a Casa do Baile e Museu de Arte da Pampulha fazem parte do complexo projeto que deu ao bairro o título da Unesco como Patrimônio Cultural Mundial.

Cais do Valongo, Rio de Janeiro (RJ)

O mais jovem da lista, foi tombado somente em 2017 como patrimônio pela Unesco. O Cais do Valongo está localizado na região portuária do Rio de Janeiro e foi um importante porto, por onde entraram cerca de 900 mil africanos à América do Sul como escravos.

As ruínas do Cais são os únicos resquícios da chegada de escravos no Brasil e lançam luz na história da escravidão no Brasil. Um espaço de memória para não esquecer de eventos traumáticos, de dor e sobrevivência dos povos africanos, assim como aconteceu com o Campo de Concentração de Auschwitz, na Polônia

Explore o Brasil

A lista de patrimônios da Unesco é uma fonte riquíssima de conhecimento sobre a História do Brasil. Vale a pena visitar e conhecer de perto esses locais e aprender sobre nossa cultura e raízes. Se você perdeu a primeira parte, confira no meu site: 

Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil (Parte 1)

Espero que este conteúdo tenha ajudado você. Se precisar de ajuda para montar seu roteiro de viagem para conhecer os Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil, entre em contato: [email protected]

Compartilhe:

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.