Patrimônios Culturais para conhecer em viagens nacionais (Parte 1)

Categorias:

Sem categoria
Compartilhe:

Texto publicado originalmente na Coluna Bora Ali, no Jornal O Liberal

O Brasil não só abriga uma natureza única e inconfundível como também carrega em sua História construções arqueológicas, ruínas e edificações que contam muito sobre nossa identidade.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco)  – uma importante agência mundial que tem a missão de promover a paz por meio da preservação da cultura – tem entre seus principais projetos uma lista de patrimônios mundiais de bens culturais e sítios naturais.

A Unesco tombou 14 Patrimônios Culturais no Brasil. Isso significa que esses locais são protegidos e preservados com uma legislação específica, com o intuito manter intactos os bens de valor histórico, cultural, arquitetônico, ambiental e também de valor afetivo para a população, impedindo que venham a ser destruídos ou descaracterizados.

Se precisa de uma inspiração para lá de cultural na sua próxima viagem nacional, vale a pena investir em um desses destinos e conhecer de perto a nossa História dos últimos séculos de forma quase que intacta.

A ideia é abordar um pouquinho sobre cada um desses locais e por isso precisei dividir o texto em duas partes. A primeira parte dos Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil você confere agora e a segunda parte na próxima coluna Bora Ali.

Vem comigo? 

Centro Histórico de Ouro Preto (MG)

Palco da famosa Inconfidência Mineira, a antiga Vila Rica de Ouro Preto foi erguida no século 17 e tombada na década de 80. O nome da cidade é “Ouro” em alusão ao período de ascensão da exploração do ouro em Minas Gerais.

O Centro Histórico de Ouro Preto está em bom estado de conservação, com destaque especial para as esculturas barrocas de Aleijadinho e pinturas de Manuel da Costa Athaide.

Onde ir: visite as igrejas, os vários museus e minas antigas, o Museu Aleijadinho, Praça Tiradentes e aproveite muito a comida típica da região.

Centro Histórico de Olinda (PE)

A região de Olinda oferece uma visão privilegiada para o Oceano Atlântico e o porto, por isso foi escolhida pelos portugueses em 1535 como entreposto na época da exploração da cana-de-açúcar durante praticamente dois séculos.

Suas ruelas apertadas e casinhas coloridas levam até o ponto mais alto da cidade: a Catedral da Sé. Um espaço incrível onde é possível observar os entornos de Olinda em sua totalidade. Aproveite a visita para conhecer os jardins dos conventos, capelinhas e igrejinhas menores espalhadas pela cidade.

Ruínas de São Miguel das Missões (RS)

Tombada em 1983 pela Unesco, as construções históricas em São Miguel das Missões foram obras dos jesuítas, que ergueram pólos catequizadores nas terras pertencentes aos indígenas Guaranis, povo que morava na região antes da chegada das Missões católicas. As ruínas jesuítas estão espalhadas nos territórios do sul do Brasil e uma parte da Argentina.

A população tradicional da região foi fortemente influenciada pelos portugueses. Além da religião e cultura dos jesuítas, os indígenas aprenderem os conhecimentos da tecnologia da época. Os Guaranis sobreviveram à invasão portuguesa e suas Missões, mas infelizmente foram massacrados pelos invasores que vieram posteriormente. 

O local abriga esculturas de São Miguel do Arcanjo, Cacique Sepé Tiarajú e também dos Padres Jesuítas.

Quando estiver por lá, não deixe de conhecer o Pórtico da Cidade, Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo e Ponto de Memória Missioneira.

Centro Histórico de Salvador (BA)

Tombado em 1985, o Centro Histórico de Salvador é constituído por prédios da arquitetura renascentista, que adornavam a até então capital do Brasil há alguns séculos. Na realidade, o tombamento do Centro Histórico se deu por conta da importância cultural que Salvador representa, pois foi um ponto de conversão entre as culturas européias, africanas e indígenas.

Entre as visitas imperdíveis estão: Mercado Modelo, Elevador Lacerda, Palácio Rio Branco, Monumento da Cruz Caída, Igreja e Convento de São Francisco e Largo do Pelourinho. 

Santuário de Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas (MG)

O Santuário de Bom Jesus de Matosinhos tem seu interior inspirado no rococó italiano: sete capelas que ilustram a Via Crucis e uma escadaria exterior decorada com estátuas dos profetas católicos construídos em pedra sabão por ninguém menos que Aleijadinho. Uma arte barroca legitimamente brasileira.

Além do Santuário Bom Jesus de Matosinhos, aprecie sua estadia na cidade ao visitar o Museu de Congonhas, A Romaria e e Igreja de São José.  

Brasília (DF)

Segundo a Unesco, a construção de Brasília foi um divisor de águas na história do planejamento urbano. Tombada como Patrimònio Cultural em 1987, Brasília é um exemplo de urbanismo modernista do século XX. Inaugurada em 1960, Brasília teve seu plano piloto assinado por Lucio Costa e construções planejadas por Oscar Niemeyer.

A ideia de planejar a capital do Brasil do zero foi do então presidente Juscelino Kubitschek, que previa uma ocupação de 500 mil habitantes em 2000, mas hoje Brasília abriga mais de 2 milhões de pessoas, o que causa sérios problemas de trânsito e alto custo de vida.

Não deixe de visitar o Pontão do Lago Sul (o lago Paranoá como um todo é lindo), a Catedral (obra número 1 de Niemeyer em Brasília), o Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Eixo Monumental (à noite). 

Parque Nacional Serra da Capivara (PI)

No Piauí está um dos mais importantes sítios arqueológicos do país. O Parque Nacional Serra da Capivara abriga importantes cavernas rochosas com pinturas rupestres, espalhadas em mais de 300 pontos de interesse em uma área de 214 km de circunferência.

As pinturas são datadas de mais de 25 mil anos (incrível, né?) e abordam a vida cotidiana, lendas, costumes e cultura dos nossos antepassados. O local foi inaugurado em 1979 e entrou na lista na Unesco em 1991. 

Pontos importantes para conhecer: Boqueirão da Pedra Furada, Alto da Pedra Furada, Baixão das Andorinhas, Baixão das Mulheres, Desfiladeiro da Serra da Capivara, Museu da natureza e Museu do Homem Americano.

Veja também

Os 10 lugares mais bonitos do mundo localizados no Brasil

Lugares frios para lua de mel no Brasil

Gostou da primeira parte dos Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil? Inscreva-se na minha Newsletter para receber os outros conteúdos!

Compartilhe:

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.