Roteirinho de 1 dia em Fátima, Portugal

Categorias:

Destinos,Europa,Experiências
Compartilhe:

Já contei aqui no blog da minha aventura de carro em Portugal. Quem leu os últimos posts sobre o assunto, pode perceber que passei 1 dia em Fátima e que até agora não tinha explicado como foi o roteiro. Acontece que, por conta de algumas viagens nas últimas semanas, acabei deixando o roteirinho de Fátima para depois.  

Mas agora eu vou te contar tudinho o que eu fiz por lá, com todos os detalhes.

Vamos lá. Quando decidi que iria passear por Portugal de carro, logo incluí Fátima no roteiro. Não foi a primeira vez que visitei a cidade, inclusive já a citei como um dos pontos fundamentais para turismo religioso na Europa.

A cidade de Fátima e seus pontos turísticos giram em torno do Santuário de Fátima. Diga-se de passagem, o Santuário é um espaço lindo por dentro e por fora. O lugar tem uma energia incrível que me faz querer sempre estar lá. Só entende quem já esteve.

Só para situar você na história: Cheguei em Fátima vindo de um roteiro de 3 dias em Lisboa. Viemos de carro, deu 1h30min de viagem  e percorremos cerca de 128km. Chegamos na cidade direto para o santuário.

O belíssimo Santuário de Fátima

Local de devoção e peregrinação católica, o Santuário de Fátima preserva a memória da aparição de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos em 1917. Atualmente, o Santuário é um complexo gigantesco compostos pela Capelinha das Aparições, Basílica de Nossa Senhora do Rosário, Basílica da Santíssima Trindade,  Colunata, Capela do Sagrado Lausperene, Galilé dos Apóstolos São Pedro e São Paulo,  Capelas subterrâneas e Recinto de Oração. 

O espaço é amplo, limpo e bem sinalizado. É tão grande que a gente até fica meio perdido. Se você estiver de carro, sugiro estacionar no Parking 1. Esse estacionamento fica perto da Capelinha das Aparições e dá acesso à Sala de Velas. É só descer uma escadinha para chegar até lá.

A Sala de Velas

Espaço destinado para acender velas e fazer orações. Lá você pode comprar as velas, têm de todos os tamanhos. Daí você acende e coloca no tocheiro do Santuário.

Você também pode comprar algumas peças do corpo humano feitas de cera, como braço, perna, coração, por exemplo. Essas esculturas são destinadas às pessoas que têm um pedido ou agradecimento muito específico, geralmente, envolvendo algum problema de saúde. Os peregrinos colocam a peça junto das velas no momento da oração.

Capela das Aparições

À esquerda você encontra a Capela das Aparições. Ela foi construída em 1919 no mesmo local onde estava a pequena árvore azinheira, onde Nossa Senhora de Fátima apareceu para os três pastorinhos Lúcia, Francisco e Jacinta.

Mas não pense que a Igreja derrubou a árvore para colocar a Capela no lugar. O que aconteceu foi que os peregrinos que visitavam o local sempre pegavam um galhinho da azinheira para levar de lembrança,  até que a árvore desapareceu por completo.

No exato lugar onde estava a azinheira, está hoje a imagem de Nossa Senhora de Fátima. O dia inteiro tem celebrações por lá, desde missas rezadas em diferentes idiomas até a reza do Santo Rosário com terço.

Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Roteiro 1 dia em Fátima - Capela das Aparições - Julia Maiorana

Você vai notar que o Santuário de Fátima possui duas Basílicas. A menor e mais antiga é a Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, construída em 1953. Lá foram enterrados os pastorinhos: Na capela lateral esquerda estão as pastorinhas Jacinta e Lúcia. Na capela lateral direita estão os restos mortais do pastorinho Francisco.

Basílica da Santíssima Trindade

Fátima se torna um ponto forte de religiosidade na Europa. Logo, a cidade passa a receber muitos fiéis, que lotam a o Santuário, principalmente no dia 13 de todos os meses. A Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima local se torna pequena para abrigar tantos peregrinos. Por conta disso, foi construída a Basílica da Santíssima Trindade. Maior e mais moderna, ela consegue abrigar até 8 mil pessoas.

Sala de Projeções

Neste espaço são exibidos filmes  e documentários católicos que contam a vida de Nossa Senhora de Fátima e de outros temas pertinentes à Igreja. A exibição é gratuita e a duração dos filmes é de 15 a 50 minutos.

Lojinha Oficial

Perto da Sala de Projeção está a lojinha oficial. O lugar perfeito para comprar souvenires católicos.  São vários corredores e acessórios, imagens para todos os gostos. Eu amo e toda vez que entro em uma Igreja compro uma (ou várias, rs) lembrancinhas para mim, minha família e amigas. Proteção nunca é demais, seja qual for sua religião.

#DiquinhadaJu: Nos arredores de Fátima tem várias outras lojas de lembrancinhas, mas eu particularmente prefiro a Loja Oficial, pois sei que as compras ajudam a manter o Santuário em sua perfeita ordem e os preços, por incrível que pareça, não são abusivos.

Casa dos Pastorinhos

Se depois da visita ao Santuário você ainda tiver um tempinho, sugiro fazer uma visita na Casa dos Pastorinhos. Localizada na Vila de Aljustrel, a casa foi a residência dos pastorinhos e o ambiente está intacto, com os móveis da época e os objetos pessoais das crianças. Por lá, você encontra também algumas pessoas que moram na região e podem contar um pouco da história pessoalmente à você.

Museu de Cera

A cerca de 100 metros do Santuário, está o Museu de Cera. Ele é composto por 30 cenários com personagens feitos de cera em tamanho real. Cada cena é uma parte da história da aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos. O passeio no Museu dura cerca de 1h.

Via Sacra

Trata-se do caminho que os três pastorinhos percorriam todos os dias até a Cova da Iria, onde hoje está localizado o Santuário. Ele começa na Rotunda Sul, percorrendo 14 estações (cada estação tem uma capela) e termina no Calvário Húngaro, onde existe uma capela em homenagem a Santo Estevão (Rei da Hungria).

Onde comer: Tia Alice

Almoçamos no famoso restaurante Tia Alice, que é uma parada obrigatória para quem está em Fátima. O menu é enxuto, mas tudo o que tem no cardápio é certeiro. Quem comanda o restaurante é a Tia Alice. Com seus 80 anos, a senhora é catedrática ao dizer que só serve aquilo que ela mesma faz de melhor.

O ambiente é meio rústico, mas ao mesmo tempo moderno: paredes de pedra, decoração acolhedora, tipo casa de vó. Os pratos são tipicamente portugueses. Então não espere nada muito diferente e inovador. O grande diferencial do Tia Alice é que os produtos usados são fresquinhos e sem aditivos químicos. Bem parecido com o que a nossa avó fazia mesmo.

Aposte sem medo no bacalhau, um dos mais deliciosos da cidade. O meu prato foi vitela assada, que estava divina, super macia. Experimente ainda a açorda de camarão ou bacalhau ou arroz de robalo e tamboril.

#DiquinhadaJu: A palavra da ordem é RESERVA. O restaurante é bem movimentado e requisitado, por isso, faça sua reserva antes, ou caso contrário, você vai esperar um pouco.

 

Depois de comer muito e degustar os sabores portugueses do Tia Alice, partimos para a próxima parada: Coimbra. Veja todos os roteiros na viagem à Portugal de Carro!

Tags:
Compartilhe:

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.