8 Tendências de Turismo trazidas pela Pandemia

Categorias:

Sem categoria
Compartilhe:

Após meses de recolhimento e muita crise, o mercado de turismo começa a se erguer aos poucos, e claro, cheio de restrições. Não é para menos, depois de tanto tempo isolado em casa, é bem comum sentir uma vontade enorme de viajar.

De olho nos novos protocolos e comportamento dos viajantes, a plataforma de viagens Booking.com realizou uma pesquisa com cerca de 20 mil viajantes, distribuídos em 28 países, entre eles o Brasil. O resultado revela algumas tendências que, mesmo em tempos de isolamento e incertezas, irão guiar o comportamento dos turistas nos próximos meses (talvez até anos).

Desejo de viajar em alta

Uma das conclusões da pesquisa é que o desejo de viajar só aumentou com a pandemia. É uma vontade até maior do que antes, para recuperar o tempo perdido em 2020. Os viajantes brasileiros se disseram animados (67%) com a volta do turismo e 64% têm o desejo de viajar mais para compensar o isolamento.

Lista de Desejos

Foto: Michele Guimarães

A Plataforma Booking criou uma lista de desejos no seu site, onde os usuários podem informar quais os destinos que gostariam de visitar. São as chamadas “Wish Lists”. Adivinha qual o destino mais buscado por brasileiros e estrangeiros na América Latina? Rio de Janeiro! A Cidade Maravilhosa ficou à frente de destinos de peso, como Cancun e Mykonos.

Só com vacina

Um dado interessante é que dois em cada três brasileiros que responderam à pesquisa disseram quem não se sentiriam confortáveis em viajar até que exista vacina ou tratamento para Covid-19. Esses números correspondem a 66% dos brasileiros entrevistados, que está acima da média global (53%).

O Futuro das Viagens 

Confira a seguir as tendências de turismo com base na pesquisa do site Booking.com:

1 – Wanderlust

Foto: Michael Block

“Wanderlust” é um termo que cai bem neste item. Significa “Desejo de Viajar”, uma vontade que ficou ainda mais latente em tempos de quarentena. Durante a pesquisa, 67% dos brasileiros afirmaram estarem ansiosos para um próxima viagem “assim que tudo isso terminar”. Além disso, 88% dos entrevistados informaram que iriam valorizar mais as viagens. 

O tempo ocioso em isolamento também teve efeito no comportamento dos viajantes, estimulando 65% dos entrevistados a conhecer novos destinos e 64% querem compensar o tempo perdido com viagens tanto domésticas quanto internacionais. Por falar em tempo perdido, 50% dos entrevistados farão uma viagem para compensar pelo menos uma data especial que a Pandemia prejudicou. Cerca de 48% planejam remarcar viagem que foi cancelada nos últimos meses. 

2 – Mais valor, menos preço

Foto de Zakaria Boumliha 

O preço será um item de muita importância na busca por viagens, mas o valor agregado de serviços também fará a diferença na hora da decisão: 78% dos entrevistados afirmaram que irão mais em busca de descontos e promoções do que antes. 

Oito em cada 10 entrevistados esperam que as plataformas online de reservas aumentem a transparência em políticas de cancelamento, processos de reembolso e melhores opções do seguro-viagem. Mais de 36% informaram que pretendem comprar assentos com plano de reembolso mais flexível. 

3 – Não tão longe

Foto de Dziana Hasanbekava 

Viagens próximas de casa ou em destinos domésticos em alta. As viagens locais serão por um bom tempo as preferidas dos viajantes. 44% dos brasileiros informaram que têm pretensões de viajar nos próximos meses para destinos dentro do Brasil, 32% querem viajar para destinos nacionais após 12 meses e mais da metade informou o desejo de conhecer lugares novos na região onde vivem. 

4 – Viagem como válvula de escape

Foto de nappy 

Praticamente 100% dos entrevistados revelaram que durante a quarentena passaram muito tempo em sites e redes sociais buscando inspirações e planejando a viagem “para quando tudo isso passar”. Quase metade (46%) informou que pesquisa destinos de viagem pelo menos uma vez por semana. 

A nostalgia também tomou conta das mentes dos viajantes durante a quarentena: 35% dos entrevistados se inspiram em fotos antigas do álbum de família para ajudar a decidir um novo (ou velho) destino de viagem.

5 – Medidas de Higiene e Segurança

Foto de cottonbro

Cerca de 91% dos entrevistados brasileiros disseram que darão preferência por empresas que estejam de fato empenhadas em adotar medidas de higiene e segurança contra o novo coronavírus e 52% tiraram algum destino da lista de desejos por concluir que a região não adotou medidas de segurança necessárias. 81% afirmaram que só farão reserva em acomodações quando tiverem certeza que o lugar está tomando as medidas necessárias contra a Covid-19. Em viagens, mais da metade dos brasileiros afirmaram que irão evitar transporte público. 

6 – Meio Ambiente

Foto de Amine M’Siouri 

Sete em cada 10 entrevistados tem interesse em adotar medidas mais saudáveis para viajar com consciência ecológica e 84% dos brasileiros esperam que a indústria de viagens contem com opções mais sustentáveis. Com a pandemia, destinos alternativos serão mais procurados em alta temporada do que os destinos mais agitados. 37% disseram que por medida de segurança não visitarão locais muito procurados por turistas. 

7 – Home office aliado ao lazer

Foto de Vlada Karpovich

A pandemia trouxe a possibilidade real de realizar trabalho remoto. Cerca de 53% dos entrevistados demonstraram interesse em poder conciliar uma viagem de lazer ao trabalho home office. Inclusive, 43% aceitariam tranquilamente cumprir com a quarentena em uma viagem, desde que tivessem estrutura necessária para trabalhar remotamente.

8 – Simplicidade nas atividades

Foto de Pixabay

Atividades relacionadas a trilhas, descanso e contato com a natureza tiveram uma alta na procura dentro da plataforma da Booking.com, indicando uma forte inclinação turísticas relacionadas ao ar livre, natureza, passeios com a família (73% dos entrevistados demonstraram interesse nesse tipo de atividade). cerca de 56% das pessoas demonstraram desejo de conhecer zonas rurais em áreas menos conhecidas.

Em relação à acomodação, a pesquisa notou uma diferença no comportamento dos viajantes. Quase metade dos entrevistados informou que pretendem se acomodar em casas ou apartamentos de temporada, onde o contato com outras pessoas sejam os menores possíveis. É uma mudança significativa, afinal, em uma pesquisa similar no ano anterior, 60% preferiam acomodação em hotéis. 

Veja também

Como planejar viagem na Pandemia

Você já fez a sua viagem para respirar novos ares ou está no aguardo da vacina para poder dar esse passo? Quero saber!

Compartilhe:

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.