Saindo da rota tradicional: turismo nos arredores de Belém

Categorias:

Brasil,Destinos,Roteiros
Compartilhe:

Não existe dúvida de que o Círio atrai milhares de turistas para Belém. Segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) em conjunto com a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), a cidade deve receber cerca de 80 mil turistas em outubro de 2019.

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-rio-caraparu-julia-maiorana-3

Crédito: Celso Lobo

Além do Círio de Nazaré, os turistas aproveitam a estadia na região para conhecer as atrações da cidade. Mas para quem quer aproveitar as belezas naturais da Amazônia sem precisar sair da região metropolitana de Belém, com muito lazer e diversão nos seus arredores que certamente enchem os olhos de qualquer um que quer desfrutar um pouco da nossa riqueza natural, como algumas das 42 ilhas que cercam a cidade, além de balneários e igarapés. 

Eu separei uma lista de passeios para você curtir o turismo nos arredores de Belém fora da rota tradicional!

Praias de Água Doce

A região metropolitana de Belém é cercada por rios, onde é possível encontrar praias de água doce. Portanto, dá para curtir uma praia tranquilamente. 

Ilha de Mosqueiro

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-mosqueiro-julia-maiorana

Créditos: Viagens Brasil

O Distrito de Mosqueiro conta com cerca de 20 praias de rio. Distante a 72 quilômetros do centro da capital, o destino é considerado um dos principais balneários da região, recebendo uma média de 500 mil turistas durante a alta temporada, em julho. 

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-mosqueiro-julia-maiorana-2

Crédito: Ana Elisa Teixeira

As praias mais indicadas para um bom banho são: Chapeu Virado, Marahú, Murubira e Paraíso. Inclusive, a praia do Marahú nesta época do ano recebe ondulações favoráveis para a prática de surfe.

Como chegar: De carro ou transporte público (ônibus e micro-ônibus) via BR-316 e Rodovia Engenheiro Augusto Meira Filho (PA-391).

Ilha de Cotijuba

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-cotijuba-julia-maiorana

Créditos: Agência Belém

Uma das maiores ilhas do arquipélago de Belém em dimensão territorial. É cortada por seis igarapés e braços de rios, desaguando em 16 lagos. Mas, o maior atrativo da ilha de Cotijuba são suas praias de água doce e areia branquinha, banhadas pela Baía do Marajó e Baía do Guajará.

Desde a década de 90, Cotijuba foi declarada como área de proteção ambiental. Por isso, o uso de carro e ônibus são proibidos. Para se locomover dentro da Ilha é necessário contratar um motorrete (uma junção de charrete com moto, bem parecido com o tuk-tuk) ou usar o bondinho puxado por um trator. Ambos ficam à espera de passageiros na entrada da ilha, em frente ao terminal fluvial. 

As praias mais recomendadas em Cotijuba são: Vai-quem-quer, Praia Funda e Farol (esta última é a mais movimentada, já que os banhistas chegam à pé).

Como chegar: Por transporte coletivo hidroviário. Existe o barco que faz o trajeto Belém-Cotijuba e Cotijuba-Belém, que sai da Praça do Pescador (próximo ao Ver-o-Peso) às 9h. Outra alternativa são os barquinhos que saem da Orla de Icoaraci (que fica a 20km do centro de Belém)  para Cotijuba de hora em hora.

Igarapés e Balneários

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-igarape-julia-maiorana

Restaurante Rural Terra do Meio – Marituba/PA. Foto: Odilson Sá

As cidades que formam a região metropolitana de Belém reservam riquezas naturais de fácil acesso. O local é banhado por muitos afluentes e fontes naturais que brotam da terra, com águas cristalinas em abundância, que se transformam em igarapés e piscinas naturais. 

Neste contexto, destaco duas cidades onde é possível encontrar balneários confortáveis, com restaurantes e estrutura para a segurança dos banhistas: Marituba e Santa Isabel do Pará.

Marituba

Distante 22km da capital paraense, o município de Marituba conta com alguns balneários para quem gosta de agitação e um passeio cheio de diversão com a família. Entre eles podemos destacar: Paraíso das Pedras, Floresta Park, Restaurante Rural Terra do Meio e Reserva Park.

Como chegar: Por carro via BR-316.

Santa Isabel do Pará

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-trilhas-julia-maiorana-2

Rio Caraparu. Crédito: Celso Lobo

 

Santa Isabel fica a 44km do centro de Belém e apesar de ser um dos passeios mais distantes da capital, a beleza das suas águas ganham o coração de qualquer um. 

O maior e mais imponente rio da região se chama Caraparu. Com águas escuras e geladas, ele nasce às proximidades da BR-316 e abrange praticamente todo o território do município.

Crédito: Cleverson Cancela

Ele é tão importante que ganhou até uma orla com diversos restaurantes, onde é possível fazer passeios de canoa, mergulhar, andar de jet ski e aproveitar as delícias gastronômicas acompanhadas da farinha de mandioca produzida na região. 

Como chegar: De carro via BR-316 até a PA-140, quilômetro 5.

Passeios e Trilhas Ecológicas

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-ilha-combu-julia-maiorana

Ilha do Combu. Crédito: Viajar pelo Mundo

Para quem gosta de passeios na floresta e desvendar a fauna e flora da Amazônia pode encontrar muita diversão nos arredores de Belém. Então, pegue aquele tênis confortável, boné, muita água e protetor solar que a aventura vai começar!

Ilha do Combu

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-ilha-combu-julia-maiorana-2

Crédito: Viagem em Pauta

Não espere encontrar praias com areias claras e fofinhas na Ilha do Combu. Mas é possível tomar um refrescante banho de rio, fazer trilhas ecológicas entre as árvores centenárias, provar da culinária local em um dos vários restaurantes localizados nas palafitas da ilha. Essa sugestão pode ser um pouco clichê por ser um dos passeios obrigatórios para turistas na cidade, mas confesso que não consegui deixar de fora deste guia. 

A grande vantagem em visitar a Ilha do Combu é o fácil acesso para chegar até lá. Sendo assim, dá para fazer um bate-volta rapidinho só para almoçar e dar uma relaxada, por exemplo.

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-lha-combu-julia-maiorana-3

Crédito: 360meridianos

Como chegar: Por transporte coletivo hidroviário por meio de barcos de pequeno porte ou lanchas. Para embarcar, você deve ir até o Porto da Praça Princesa Isabel – no bairro do Condor – para fazer a travessia.

Refúgio de Vida Silvestre Metrópole da Amazônia

turismo-em-belem-fora-rota-tradicional-refugio-de-vida-silvestre-metropole-da-amazonia-julia-maiorana

Crédito: Ideflor-bio

Reserva ambiental de mata intocada que abrange quatro municípios do Estado: Ananindeua, Benevides, Marituba e Santa Isabel do Pará. A reserva possui trilhas, ruínas para visitação, ciclismo e observação de pássaros. Mas atenção: para visitar é preciso ter autorização do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará – Ideflor-bio pelo e-mail: [email protected] com, pelo menos, 10 dias de antecedência. 

Como chegar: Por carro via BR-316, no final da Estrada da Pirelli, em Marituba.

 

Gostou das sugestões? Só para lembrar que no centro de Belém também existem passeios incríveis, como o Complexo Feliz Lusitânia, Mangal das Garças, Parque do Utinga, Estação das Docas, entre outros. Se tiver tempo e disposição para ir um pouco mais longe, sugiro conhecer os encantos da Ilha do Marajó. 

Se precisar de um roteiro personalizado para curtir as belezas do Pará, me manda um e-mail: [email protected] 

 

 

 

Tags:
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2016 Julia Maiorana | Desenvolvido e gerenciado por gCampaner

Muitas imagens utilizadas neste blog vêm de fontes diversas e muitas vezes não autorizadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no blog e você desejar a remoção ou os devidos créditos, por favor envie um email para [email protected] que prontamente atenderei à solicitação.